guia de compras

Se você deseja saber mais sobre o algodão brasileiro, basta navegar no menu ao lado para conhecer a fundo a qualidade, a sustentabilidade e a rastreabilidade da matéria-prima que você pode adquirir. Algumas informações também são importantes para a sua decisão de compra:

 

Os fardinhos de algodão brasileiro são padronizados na prensagem, no final do processo de beneficiamento. Cada um tem peso médio de 200kg – 220kg e 0,90m de comprimento, 0,50m de largura e 1,4m de altura.

Cada fardo de algodão brasileiro possui um código de rastreio que informa: fazenda produtora, algodoeira beneficiadora, número da prensa utilizada no beneficiamento, laboratório de qualidade e análise HVI.

O algodão brasileiro está disponível para compra 12 meses no ano, facilitando seu planejamento e dando liberdade para seu cronograma de produção.

 

 

com quem comprar?

Lista completa de empresas e agentes exportadores.

download

a história


O algodão brasileiro tem uma história curiosa de resiliência e inovação. De acordo com relatos históricos, os indígenas já utilizavam a fibra em fios e tecidos rústicos. Porém, em 1750, o país descobriu o potencial comercial de sua produção agrícola, fazendo do algodão um verdadeiro ouro branco para a economia interna. 

até a década de 1980

O Brasil foi um dos maiores produtores e exportadores mundiais da fibra.

final da década de 1980

início da década de 1990

A praga bicudo-do-algodoeiro se alastrou de tal forma que destruiu plantações inteiras, fazendo com que famílias perdessem tudo e a produção brasileira fosse reduzida em mais de 60%. Esta foi uma das maiores crises causadas por pragas da cotonicultura mundial.

final da década de 1990

Retomada da cultura algodoeira do Brasil e criação da Abrapa – Associação Brasileira dos Produtores de Algodão –, responsável pela união dos produtores de todo o Brasil.

2004

Criação do sistema de rastreabilidade da Abrapa em que cada fardo de algodão brasileiro carrega um código com sequência numérica única que possibilita o rastreamento e informa: fazenda produtora, safra colhida, algodoeira responsável pelo beneficiamento, laboratório e análise HVI.

saiba mais

2005

Início do pilar de sustentabilidade do algodão brasileiro que a partir de 2013 trabalha em benchmarking com a Better Cotton Initiative (BCI) e em 2020 se tornou o primeiro país do mundo a também certificar as Usinas de Beneficiamento de Algodão.

saiba mais

2016

Desenvolvimento do pilar de qualidade com programas de monitoramento dos laboratórios que realizam as análises HVI e que garante total transparência das informações do algodão brasileiro.

saiba mais

2020

A produção do Brasil oferece rastreabilidade, sustentabilidade, qualidade e disponibilidade de algodão durante o ano inteiro.

cotton br news

assine nossa newsletter

saiba de todas as novidades do algodão brasileiro